Para quem não sabe “Ana” e “Mia” são apelidos dados para a Anorexia e a Bulimia. Juntas elas estão matando muitos adolescentes por todo o mundo. Essas doenças que eram inicialmente vistas com mais frequências em meninas entre 11 e 20 anos, agora estão atacando também os meninos, mas o que me deixa mais impressionada é que agora não se pode estipular em que parte da vida irá aparecer. 



Distúrbio alimentar é uma doença grave e pode levar até a morte, então se você tem, mas não tem coragem de admitir, pergunte a si mesma se vale a pena desistir de sua vida somente para ter a aparência que os outros acham que é a certa, se vale acordar e ouvir o choro de sua mãe por não saber mais o que fazer para lhe ajudar, se vale deixar as pessoas que você ama tristes somente para satisfazer sua própria aceitação. Eu acho que a aparência perfeita, não vale a sua vida.  E você, o que acha?

Se você, assim como eu, conhece alguém que está enfrentando uma situação destas, e quer ajudar, vamos saber como identificar e tratar cada uma delas?

Anorexia, sinais: preocupação com o peso corporal, abolição dos alimentos mais calóricos, atenção pelo rigor do controle da dieta (isso não ocorre em regimes controlados por nutricionistas), usa roupas mais largas e afirmar, sem constrangimento algum que esta gordo, costume de se olhar no espelho a toda hora, passa a abolir a carne, o leite e seus derivados, começar a fazer jejum, chegando depois, em alguns casos, ao ponto de abolir até mesmo a água. É neste ponto que tudo se agrava e a pessoa pode ir para o hospital ficar internado por total falta de condições físicas e psicológicas para se recuperar fora de um profundo tratamento. Em muitos casos, essas pessoas acabam não resistindo, vindo a óbito de forma lenta e gradual, fazendo da vida da família um sofrimento.
Anorexia, tratamento: Inicialmente a pessoa é assistida por uma equipe multidisciplinar, constituída por: clínico geral, psicólogo, psiquiatra e nutricionista. Isso porque existe uma complexa interação entre as alterações emocionais e fisiológicas dos transtornos alimentares. Também vale ressaltar que em muitos casos pode ocorrer a prescrição de medicamentos que ajudam no tratamento que são os antidepressivos, mas eles devem ser usados de acordo com as ordens médicas, por serem remédios específicos, fortes e capazes de provocar estragos se e quando utilizados fora da prescrição correta.

Bulimia, sinais: O exagero no consumo alimentar desencadeia ansiedade e medo de engordar, a pessoa passa a fazer restrição alimentar, depois é hora da fase de compulsão alimentar, e como purgação pelo excesso do ato de comer demais, ao sentir-se cheia correr para o banheiro e coloca tudo pra fora, forçando o vômito.
Bulimia, tratamento: Minimizar as restrições alimentares, explicar que uma alimentação correta como três refeições diárias, além de dois lanches intermediários não irá lhe trazer malefícios, também é importante frisar que assim como na anorexia, pacientes com bulimia devem ser acompanhados por médicos como psicólogos e endocrinologistas.
Bom agora que já sabemos um pouco mais sobre estas doenças, vamos ajudar quem amamos a sair desta. Porque não existe nada melhor que ver pessoas especiais em nossas vidas totalmente sadias e enfrentando a vida com amor, amizade e disposição.

Ah! Para mais informações sobre as doenças, somente procurando um médico como endocrinologista e psicólogo - eles entendem do assunto muito mais que eu. Então fiquem atentos e boa sorte.

7 Comentários

  1. Gostei do post, tive uma temporada de transtorno em my life. O motivo era que não queria engordar de jeito nenhum, e ainda me enxergava gordo, mesmo sendo uma magreza em pessoa. Graças a Deus estou bem !

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu post! Sempre bom alertar e dar informações sobre...
    Gostei da ilustração do seu layout :)
    Beijos, Danni.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Danni. Seu blog também é maravilhoso :)

      Excluir
  3. Belo texto. Isso realmente é um assunto delicado mas que não pode passar despercebido!
    beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um assunto bastante sério e acho que todos deveriam saber disso. Obrigado por vim aqui no blog, beijos Bia.

      Excluir
  4. Adorei a post! Tem muita menina exagerada, né? .-. Eu como pouco mas nn é pra tanto...
    xo,
    its-becky.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não creio que seja exagero. Acho que as pessoas que possuem essa doença, sempre trazem outras doenças, como depressão. É um problema grave e fico triste que muitas enfrentem essa doença sozinhas.

      Obrigado por vim, já fui em seu blog e adorei ele :)

      Excluir